Sonhos e bolsas — interpenetração

A cliente sonhara com bolsas ininterruptamente, procurando algo que nunca achava.

A cliente sonhara com bolsas: perdia-a no posto de gasolina, esquecia no capô do carro, enfiava ininterruptamente a mão na bolsa, procurando algo que nunca achava.
O terapeuta tascou:

– Malas, malinhas, maletas… Bolsas, bolsinhas, lenços, batons…


Realizada a interpretação inicial.

Compartilhe:
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on email

Leave a Reply

Your email address will not be published.

Posts Relacionados:

Maio da luta antimanicomial

Em 18 de maio de 1989, na cidade de Santos, o poder municipal interveio na Casa de Saúde Anchieta, um hospital psiquiátrico que reunia os caracteres nocivos contra os quais o movimento se propunha combater. Isso tudo ocorreu há 33 anos, e lá estava eu.

Leia Mais

Pilates

Os exercícios de Joseph Pilates começaram a ser reconhecidos como técnica quando nenhum dos internos do campo de treinamento onde ele era enfermeiro durante a primeira guerra mundial sucumbiu a uma epidemia de gripe que matou milhares de pessoas em outros campos da Inglaterra, em 1918.

Leia Mais