POIZÉ

Imprimir

ARTISTAS: SERES SEM COMPAIXÃO?

1/12/2010

Nelson rasga sem dó a alma no cavaquinho, José  exorta ao estupor os anseios das impetuosidades, Oscar estonteia a sublimação em composição de linhas diversas, Pessoa transborda os versos pra margens estranhas, Mikhai voa aos sonhos dos desejos, Charles encena a desdita do homem sem rumo, o pensador põe a mão nos nossos queixos, nos deslumbramos no amarelo dos girassóis do holandês.  São artistas!

 

Expõem talentos com ousadia tamanha e nos empurram pra questões de extrema verdade&intensidade; suas artes&ofícios espetam a intimidade das questões, cutucam o âmago da coisa, aproximam-nos dos mais sagrados mistérios e segredos. E assim e por fim, conduzem-nos às raias da desintegração; e no compasso-magia, devolvem-nos mais nus e firmes pro solo das ilusões.

 

Os artistas fazem arte com a gente, instigam-nos a viver. Relembram-nos sempre de “que a guerra entre nossos impulsos e a sensação de segurança (ambos vitais para todos nós) é uma guerra eterna, que se desenrola dentro de nós enquanto estivermos vivos”. Nesse afã, não têm compaixão – são incompadecidos, conduzem-nos direto ao conflito.

 

De certa forma, diz-nos Winnicott, os artistas parecem-se com os bebes normais – (re)criam o mundo através do seu potencial expressivo: apresentam-se no lugar do destino com (des)garramento, mostram-se desabridos à uma platéia de que não se sabe ao certo; invadem, sem senso de compaixão.

 

Estão à beira do abismo, da desintegração. Dali poderá vir seu colapso.  Palmas suficientemente boas podem-lhes reconduzir  a são&salvo ao mundo à volta e de volta ao mundo de ilusões e possibilidades – afinal, o quinhão que lhes cabe. E sabem na carne o valor das ilusões.

 

Agindo aparentemente sem culpa, fazem a tarefa de nos reconduzir recorrentemente  pr´aquele encontro onde, sem o outro, brincando, seríamos uma coisa qualquer.

COMENTÁRIOS:(5)

  • 8/9/2013 19:24:02
    Nome:M1IPHYRC
    Site / Blog://www.facebook.com/profile.php?id=100003443723786
    Comentário:Ora aqui este1 uma boa pergunta. Quando oue7o nas TV's e nas re1dios os jnsaalirtos perorarem como se ne3o tivessem partido, procurando aparecer como independentes, pergunto-me sempre: em quem vota este comentador? Ne3o deveria ser e9ticamente (sublinho e9ticamente) obrigatf3rio o registo de interesses dos jnsaalirtos comentadores? Quando oue7o comentadores partide1rios, sei que ne3o estou a comprar gato por lebre.; mas quando oue7o comentadores jnsaalirtos estou sempre a comprar gato por lebre.Em quem vota o Costa da SIC, ou o Delgado ou o Ant. Jose9 Teixeira, ou esse "fenf3meno" que de1 pelo nome de Peres Metelo? c9 uma verdadeira falcatrua, uma completa corrupe7e3o intelectual. Je1 era tempo de os senhores jnsaalirtos se apresentarem como gente se9ria ou de o poder legislativo obrigar ao registo obrigatf3rio de interesses partide1rios dos jnsaalirtos comentadores.

  • 9/9/2013 10:24:29
    Nome:AUBWAJWPGO
    Site / Blog://www.facebook.com/profile.php?id=100003443486891
    Comentário:"ferroadas disse... Je1 agora, para o ramalhete ficar "//lfinchikw.com">coetlmpo, ponham em cima da mesa um busto do Salazar, os tomates do Hitler, os dentes do Mussolini, o bigode do Franco e dia sim, dia ne3o, o Bibi como moderador, alternando com um qualquer corrupto."Deve ter sido um lapso inocente mas je1 agora acrescento e0 lista (e para ne3o ter que ir de Ceausescu ao grande democrata Kim Jong Il) Estaline e Mao!!! Estes sim, fariam qualquer Hitler corar de vergonha, com os seus mais de 200 milhf5es de mortos (devem ter sido sf3 capitalistas, ne3o?)!Felizmente ne3o vivi o 25 de Abril (enfim, era pequeno) para estar cego com a intoxicae7e3o ideolf3gica de grande parte deste povo. Infelizmente, sf3 quando ne3o houver " memf3ria viva" desse tempo e9 que poderemos ter condie7f5es de andar para diante, sem estar refe9m desta quantidade de gente que se acha dona da democracia e dos princedpios e9ticos e morais. Sendo muitos deles uns meros opurtunistas, que se servem disso para melhor poderem ganhar a sua vidinha...E estou te3o e0 vontade para o dizer, uma vez que ne3o tenho nenhuma ideologia poledtica que tenha que seguir e defender irracionalmente (ou interesseiramente, como muitos) como um ce3o de fila.Tenho a minha, que como qualquer pessoa de bom senso achare1, refane aspectos de diferentes e1reas poledticas/ideolf3gicas e rejeita aspectos dessas mesmas e1reas.Grae7as a deus (e ne3o acredito n'Ele...) penso pela minha cabee7a.E irf3nicamente, ne3o deixo de achar grae7a que Francisco Loue7e2 se indigne tanto (e com alguma raze3o) que seja o dinheiro dos contribuintes a pagar os prejuedzos dos bancos privados. Ne3o pelo que disse, mas por partilhar a mesmedssima posie7e3o dos ultra-conservadores americanos que ajudaram a vetar essa medida no congresso...

  • 9/9/2013 18:06:03
    Nome:3FK1ATIJ1
    Site / Blog://www.facebook.com/profile.php?id=100003443279047
    Comentário:Distine7f5es atribueddas pela oazrnigae7e3o Reporter Without Borders:2008 - Journalist of the Year: Ricardo Gonze1lez Alfonso, de Cuba;Actualmente preso na Prise3o de Me1xima Segurane7a Combinado del Este, cumprindo pena de 20 anos desde 2003 por supostos actos contra a independeancia ou integridade territorial do estado ;2008 - Media prize: Radio Free NK, de jornalistas da Coreia do Norte;2008 - Cyber-dissident: Zarganar e Nay Phone Latt, da Birme2nia;O blogger e popular actor e realizador Zarganar foi em preso em Junho de 2008 depois de falar com a imprensa estrangeira denunciando os 2,4 milhf5es de pessoas que permaneciam desalojadas e sem qualquer apoio, vedtimas do ciclone de Maio deste ano. Em 21 de Novembro passado foi condenado a 45 anos de prise3o. Uma semana depois foi condenado em pena suplementar de mais 14 anos.O blogger Nay Latt, de 28 anos, foi condenado em 10 de Novembro a 20 anos e seis meses de prise3o por alegadamente violae7e3o do Electronic Act, que prevea pesadas penas para os que usarem a internet para criticar o governo. //kbzfiay.com [url=//oeyuln.com]oeyuln[/url] [link=//cuzbfl.com]cuzbfl[/link]

  • 10/9/2013 16:37:43
    Nome:YGUL8FPFEMR3
    Site / Blog://www.facebook.com/profile.php?id=100003443515392
    Comentário:Como compreende estou de certa forma "//wrarlj.com">liimdato ao espae7o para explanar algumas questf5es.Logo no dia 1 de Janeiro de 1999 se afirmou que a nossa taxa era alta de mais. Portugal, Gre9cia todos tinham direito de veto, nesta altura. Se abdicamos dos nossos direitos, ne3o e9 responsabilidade dos outros.Sobre a moeda flutuar livremente refiro-me obviamente no contexto das outras divisas. As asie1ticas este3o na sua maioria presas ao df3lar. Sei que ne3o flutua de forma te3o fundamental. Lembro-me das pequenas intervene7f5es do BCE para evitar nomeadamente que continuasse a subir.Relativamente ao ce3mbio do e ao princedpio de1 de9cada. Eu apenas referi para dizer que na altura je1 perdedamos competitividade e ne3o era por um demasiado alto.Por outro lado parece desconhecer o ordenamento jureddico aleme3o. Neste caso como me recomendou a leitura de manuais de macro-economia, recomendo-lhe ler o acorde3o do Supremo Tribunal Aleme3o sobre a adese3o ao Euro.c9 permitida a adese3o ao Euro, desde que a moeda fosse em termos de estabilidade equivalente ao marco, sendo proibido financiar outros Estados sobre pena do tribunal inviabilizar a continuidade da Alemanha no projecto. c9 por isso que se chegou ao juro de 5% para resgatar a gre9cia, por ser superior e0 taxa da dedvida aleme3.Ne3o esquecendo que je1 foi pedida por privados a avaliae7e3o dessa ajuda ao Sup tribunal. Daed a necessidade de passar legislae7e3o antes de se conceder o empre9stimo. Mas e9 melhor dizer que se deve e0s eleie7f5es na Norte Reno-westfe1lia como se diz nos meios de comunicae7e3o.O que me deprime Ricardo Paes Mamede e9 que a esseancia do projecto europeu deveria ser a solidariedade e isso ne3o foi denunciado pelos do Norte, mas pela Gre9cia com o blush nas contas. O contrato e9 denunciado se uma das partes tiver agido de me1 fe9!!!! Garanto que mudar dados e9 me1 fe9.refere Frane7a e a alemanha como violando o PEC. A Alemanha tirando a crise e mesmo assim com um de9fice bastante moderado, "apenas" ultrapassou o limite num ano. No ano em que a legislae7e3o Hartz -A alterae7e3o profunda do sistema de desemprego, RSI, reforma e financiamento da Safade o que caiu dentro da definie7e3o do PEC de situae7f5es expepcionais. Lembra-se do projecto do Keynes de divisas mundiais? Pois Portugal, Espanha e Ite1lia ficavam junto com Frane7a... mas a Alemanha, a Holanda e a Afastria ficavam noutra zona. je1 o Lord Keynes sabia que eram realidades diferentes. Se desde o inedcio se sabia que o e9 uma emanae7e3o do marco, tambe9m se sabia que o marco ne3o servia todos.solue7e3o? Bem a solue7e3o a meu ver ne3o passa por regatar paedses, essa tarefa cabe ao FMI. Os investidores perdem e ganham, desde o Lehman que sf3 ganham porque ne3o se pode deixar falir bancos ou paedses entrarem em default.

  • 11/9/2013 00:50:07
    Nome:KKJHSIREQUPK
    Site / Blog://www.facebook.com/profile.php?id=100003443715040
    Comentário:(i) Se pensou que foram os bacnos centrais de cada paeds a fixar o valor do ce2mbio e9 porque tem estado pouco atento e1s dine2micas de decise3o no seio da UE. (ii) O euro atingiu 0,85 df3lares no inedcio da de9cada, para comee7ar a subir de forma quase contednua ate9 atingir 1,6 df3lares. Ne3o sei se percebe a ideia, mas isto significa uma perda substancial da competitividade das exportae7f5es.(iii) Se acredita que a taxa de ce2mbio euro-df3lar flutua sem qualquer relae7e3o com a taxa de juro, recomendo-lhe que regresse aos manuais de macroeconomia.(iv) Quantos aos riscos do euro, que eram conhecidos de todos, ne3o sei se este1 a assumir que todos sabiam e0 partida que as regras do PEC seriam infringidas pela Alemanha e pela Frane7a quando bem entendessem. (v) Por outro lado dou-lhe raze3o: muitos dos riscos eram conhecidos. Aqui ne3o fale1mos de outra coisa desde o inedcio deste blog. Daed a concluir que os riscos team de ser assumidos unilateralmente na zona euro e9 um passo de gigante.(vi) Como je1 escrevi noutro post, a queste3o da culpa deixo-a para o Sr. Ratzinger. Estou mais preocupado em discutir a sustentabilidade de um arranjo institucional que e9 manifestamente desadequado para a promoe7e3o do crescimento, do emprego e da justie7a social na UE. //gqmdeyahnjh.com [url=//pcvovo.com]pcvovo[/url] [link=//ydcusuem.com]ydcusuem[/link]

Envie seu comentário

voltar

Irmãs Ross...Uma relíquia
Fantásticas, famosas na época.

.

Psicotramas

16/08 - Lançamento do livro Crônica de uma Ilha Vaga
Núcleos de Formação Permanente no CEP

Psicorama © - Todos os Direitos Reservados
psicorama@psicorama.com.br

MFSete