POESIA E PROSA

BORBOLETAS

17/2/2010

A maior riqueza do homem é a sua incompletude.

Nesse ponto sou abastado.

Palavras que me aceitam como sou - eu não aceito.

Não aguento ser apenas um sujeito que abre as portas, que puxa as válvulas, que olha o relógio, que compra pão às 6 horas da tarde, que vai lá fora, que aponta lápis, que vê a uva etc. etc.

Perdoai.

Mas eu preciso ser Outros.

Eu penso renovar o homem usando borboletas.
 


 
Manoel de Barros
 


 
Há coisas pra colorir, palavras pra habitar e, quem sabe, palavras com as quais brigar porque não nos aceitam como somos?!??

COMENTÁRIOS:(1)

  • 20/2/2010 18:07:54
    Nome:CÉLIA
    Site / Blog:http://sensivelldesafio.zip.net
    Comentário:O voo de uma borboleta me deu a primeira noção de "encantamento" .Até então, nunca havia imaginado o azul em movimento.