OLHO VIVO

Imprimir

COM O FILME FADOS, CARLOS SAURA FAZ UMA RELEITURA DA CANÇÃO LISBOETA COM INFLUÊNCIAS AFRO-BRASILEIRAS

22/9/2010

Com este documentário, rodado em 2006 e finalizado em 2007, o diretor Carlos Saura quis olhar o fado como olhou o flamenco e o tango em filmes admiráveis como Bodas de Sangue (1981), Carmen (1983), Amor Bruxo (1986), a partir da obra musical de Manuel Falla e a participação do mítico dançarino Antonio Gades;  Flamenco (1995) e Tango (1998), completando finalmente a trilogia das canções urbanas do século XX.

 
Apaixonado confesso pelo fado de Amália Rodrigues, Marceneiro e Lucília do Carmo, Saura reuniu um elenco de luxo, onde fadistas de raiz como Carlos do Carmo, Mariza, Argentina Santos, Camané, Carminho e os guitarristas Ricardo Rocha e Fonte Rochas, se entrelaçam com vozes de outras paragens e sensibilidades, onde se incluem os brasileiros Chico Buarque, Caetano Veloso e Toni Garrido, as cabo-verdeanas Cesária Évora e Lura, a mexicana Lila Downs, o intérprete de flamenco Miguel Poveda e os portugueses Kola San Jon, Júlio Pereira, Rui Veloso, os rappers NBC e SP Wilson, Brigada Vitor Jara e Catarina Moura numa reunião que se poderia pensar impossível, para resgatar as raízes afro-brasileiras do fado e celebrar esta viagem pelo ontem, hoje e, quiçá, amanhã, deste estilo eterno que, adaptando-se aos novos tempos, se mantém vivo pela enorme expressão popular.
 
Ficha Técnica:
Direção: Carlos Saura
Roteiro: Ivan Dias e Carlos Saura
Produtor: Ivan Dias, Luís Galvão Teles e Antonio Saura
Ano: 2007
Gênero: Documentário, Musical
Duração: 85’

COMENTÁRIOS:(0)

Envie seu comentário

voltar

Irmãs Ross...Uma relíquia
Fantásticas, famosas na época.

.

Psicotramas

16/08 - Lançamento do livro Crônica de uma Ilha Vaga
Núcleos de Formação Permanente no CEP

Psicorama © - Todos os Direitos Reservados
psicorama@psicorama.com.br

MFSete