OLHO VIVO

Imprimir

GRUPO DE BLOGUEIROS GAYS

25/8/2010

A primeira reunião aconteceu em junho de 2010, no auditório da Livraria Cultura, em São Paulo, onde alguns blogueiros convidados ao palco por André Fischer, do MIX Brasil, apresentaram seus respectivos blogs e trocaram informações entre si e com a platéia sobre o prazer de blogar e as dificuldades práticas de atualização, frequência, patrocínio, etc.

 
A avaliação geral foi que o encontro havia sido muito bom, mas que o tempo havia sido curto para tantos assuntos e que seria importante dar-se continuidade a eles em futuras reuniões.
 
O segundo encontro aconteceu em meados de julho, no Studio SP, em São Paulo e, dessa vez, a forma circular da reunião - sem a distinção entre palco e platéia – estabeleceu um clima bem mais democrático e com bem mais possibilidades de participação dos presentes.
 
Como não poderia deixar de ser, entre os vários assuntos discutidos, o que dominou a pauta foi um fato acontecido às vésperas desse segundo encontro, ou seja, a aprovação pelo senado argentino da extensão de todos os direitos civis do casamento aos casais homossexuais. A partir disso, deu-se início a uma série de propostas que poderiam ser encampadas pelo grupo, no sentido de somar forças na luta do movimento LGBT (Lésbicas, Gays, Bissexuais e Transgêneros) pela igualdade plena de direitos no Brasil.
 
O terceiro encontro aconteceu em meados de agosto no espaço Sonique, em São Paulo cujo tema inicial, previamente aquecido por um debate via internet, foi definir se o grupo se propunha a ser um grupo restrito a homens gays-blogueiros ou deveria ser aberto a todas as demais “letras” que compõem o movimento LGBT. A realidade acabou por demonstrar que, apesar de a maioria do grupo ser composta por homens gays não havia nenhuma restrição à participação de outros segmentos, pois vieram e foram bem acolhidos também uma mulher que apresentou-se como bissexual e um rapaz que apresentou-se como heterossexual e simpatizante da causa LGBT.
 
Posto isso, a questão era encaminhar algum tipo de ação de campanha pelos diretos iguais no Brasil. Como ações individuais, alguns propuseram-se a produzir e postar vídeos na Internet ou outros tipos de divulgação que seriam sempre bem-vindas. Porém, como ação conjunta, decidiu-se pela elaboração de um logo semelhante ao adotado pela Human Rights Campaign, com as cores verde e amarelo da bandeira brasileira, destacando-se o sinal de igualdade. Há também uma variação deste logo que acrescenta ao sinal de igualdade as palavras “Direitos iguais”. Ambos devem ser espalhados em todo e qualquer canto possível. (copie e espalhe você também).
 
A próxima reunião deverá acontecer em meados de setembro, quando novas propostas deverão ser encaminhadas, inclusive a respeito das eleições.
 
Os interessados em participar, podem acessar a página do grupo no Facebook:
 
 

COMENTÁRIOS:(0)

Envie seu comentário

voltar

Irmãs Ross...Uma relíquia
Fantásticas, famosas na época.

.

Psicotramas

16/08 - Lançamento do livro Crônica de uma Ilha Vaga
Núcleos de Formação Permanente no CEP

Psicorama © - Todos os Direitos Reservados
psicorama@psicorama.com.br

MFSete